CPOC Notícias

[2011-09-13] VII Troféu Ori-BTT do CPOC (Sintra, 3-4 Set.) - Um balanço


Aspectos técnicos / desportivos

      Em termos técnicos e desportivos, parece inquestionável que este evento, a contar para a Taça de Portugal de Orientação em BTT 2011, foi um sucesso, com um terreno/mapa exigente, quer do ponto de vista técnico, quer físico, e percursos a condizer, sem erros técnicos, apesar do reduzido número de concorrentes na maior parte dos escalões e de um ou outro reparo (por exemplo, do Daniel Marques, no Orientovar, sobre as limitacões na rede de caminhos e os desníveis muito acentuados, mais na prova de Domingo, de distância média, e com a repetição dos dois últimos pontos).
      No dizer do director de prova (o Tiago Fernandes): "Em termos desportivos, os resultados foram os esperados, com as vitórias esperadas. Para mim, o ponto alto foi a homenagem que o CPOC, com o apoio do Ponto D'Ori e a Orifix, fez a todos os que estiveram presentes recentemente em Itália no Campeonato do Mundo, à excepção do João Ferreira - que não pôde estar presente mas não foi esquecido. Todos os presentes se juntaram na congratulação pelos resultados obtidos por Tiago Silva, Cristiano Silva, Paulo Palhinha, Carlos Simões, Daniel Marques e Davide Machado, que foi também homenageado pela Federação Portuguesa de Orientação."
      Concretizando, na Elite, Davide Machado venceu os dois dias, por pouco na longa, mas por muito na média, Mário Guterres está a querer regressar aos grandes resultados e Daniel Marques, a fechar o pódio, vai recuperando, a tentar atingir o nível competitivo a que anteriormente nos habituou. O anterior líder do 'ranking', Carlos Simões, desta vez foi 5.º, já bastante distante de Davide Machado, mas, que dizer do Eduardo Sebastião, um resistente veterano (H45)? Na Elite feminina, com a ausência da dominadora (e já veterana) Susana Pontes, na organização, Rita Madaleno dominou os dois dias, seguida por Patrícia Serafim e Joana Frazão, com as cinco participantes a repetirem, espaçadamente, os mesmos lugares.

                 Davide Machado, foto de Miguel Barradas                               

Vencedores (Elite): Davide Machado, do .COM, e Rita Madaleno da ADFA (fotografias da autoria de Miguel Barradas).

(Ver os mapas da Elite masculina: de Sábado; de Domingo.)


  - Vencedores dos restantes escalões:
    H/D15 – Ricardo Reis (Ori-Estarreja) e Ana Margarida Rocha (CIMO)
    H17 – Pedro Elias (COA)
    H20 – Tiago Silva (ADFA)
    H/D21A – Paulo Santos (ADFA) e Sandra Rodrigues (ADFA)
    H/D21B – Francisco Oliveira (Às 11 no Farol) e Margarida Guerra (CRP)
    H/D35 – Pedro Martinho (Clube Millennium BCP) e Rita Gomes (BTT Loulé / EAFIT / BPI)
    H40 – Mário Marinheiro (CP Abrunheira)
    H/D45 – Inácio Serralheiro (CN Alvito) e Luísa Mateus (COC)
    H50 – Mário Costa (CIMO)
    H55 – Escada da Costa (AFAP)
    Promoção 1 – Acácio N. + Acácio J. (CPOC)
    Promoção 2 – João Alves (ADFA)
    Na classificação colectiva, como tem sido habitual, vitória do BTTLoulé. Luta renhida pelo segundo lugar, com a ADFA, desta vez, a levar a melhor sobre o COC, por pouco mais de trinta pontos (em quase dois mil).

Logística

    Onde houve mais comentários negativos foi nos aspectos logísticos, nomeadamente, a falta de uma arena, que promovesse o convívio entre os participantes e acompanhantes e fornecesse alguma alimentação, e a inexistência de sanitários. Mas, mesmo aqui, houve bastante compreensão para essas falhas, atendendo a que são conhecidas as dificuldades em conseguir, atempadamente, as autorizações por parte das diversas entidades envolvidas, para já não falar nas dificuldades financeiras associadas à falta de apoios monetários e ao (cada vez menor) número de inscrições nas provas, em especial nas de O-BTT.

Organização
    
    Quanto à equipa organizativa e citando, novamente, quem de direito (o Tiago Fernandes, director de prova), seguem-se as principais referências e agradecimentos.
  - Escolha da área de prova: "... Michael Memeteau, Jorge Bastos, Ana Filipa Silva, Luís Patrício, Pais da Filipa, Sérgio Semedo, Nuno, irmão da Filipa, Jorge Pimentel, Rui Botão e Susana Pontes, fizemos várias visitas, andámos por caminhos e sem ser por caminhos, que nunca antes tínhamos feito e fechámos por fim a área que iríamos utilizar."
  - Escolha do cartógrafo para alargar o mapa: "... recaiu no Alexandre Reis e, para tentar minimizar custos, uma das áreas novas e o mapa antigo foi revisto pelo Luís Santos, com o apoio do Rui Botão..."
  - Traçadores de percursos: "... há muito tinham sido escolhidos, eu na Média e o Rui na Longa, fizemos e testámos os vários percursos de novo com o apoio do grupo atrás... Com a marcação das fitas a ser efectuada, em dias de férias pessoais, pelo Rui e pela Susana..."
  - Inscrições: "... mesmo não estando presente, o trabalho do Manuel Antunes, na gestão das inscrições, foi silencioso e eficiente".
  - Preparação logística do evento e sinalização: "... o apoio que tive, do José Pires, foi essencial para não chegar de rastos ao evento, tivemos ainda a ajuda do Miguel Barradas nos pormenores que não conseguimos os dois responder."
  - Equipa Técnica: "... com o Rui Botão estiveram a Susana Pontes (ainda deu uma perninha com fotos), Michael Memeteau, Luís Patrício, Sérgio Semedo (no apoio aos abastecimentos e acompanhamento de fotógrafo), Jorge Pimentel (só Sábado e ainda com os 'briefings' nas partidas), Carlos Coelho (também com os 'briefings'); Jorge Bastos (que também esteve nos abastecimentos), Pedro Ladeira (só Domingo e ainda esteve com fotógrafo - jipe), Gonçalo Cruz só no Domingo (acompanhou o Pedro Ladeira) e Paulo Carvalho da CMS com apoio de jipe, esta equipa teve o trabalho mais duro, era a primeira a entrar no terreno e a última a sair, começava primeiro que todos e terminava depois de quase todos, foi um grande esforço, com alguns kms e desnível nas pernas nos dois dias."
  - Logística: "O Miguel Barradas teve algum apoio do Paulo Afonso e do Diogo Barradas no Sábado e a mim a chatear nos dois dias, foi ele que também tratou da alimentação, sendo por isso também um dos que mais cedo acordava para podermos ter pão fresco, a Graça Barradas foi também o apoio não presente, ao preparar as sandes para todos os que estiveram presentes."
  - Secretariado: "O António Rodrigues esteve secundado pelo Filipe Farinha, que ainda dava uma perninha na Informática e penso que não tiveram grandes momentos de aflição, havia ajuda por perto se necessário."
  - Informática: "O José Domingos teve algum apoio do Filipe, e claro do Rui Botão, sempre calmo, e ainda teve que dar alguma formação ao grupo de formandos da FPO que apareceu no Domingo, apoiando os 'speakers' de serviço, eu e o Luís Santos, um trabalho feito na maior tranquilidade como é seu apanágio."
  - Partidas: "... sob a batuta da Alexandra Coelho, tivemos aqui a segunda equipa mais longa, André Eusébio e a sua namorada Maria (não é sócia do CPOC mas cá esteve a apoiar), Liliana Oliveira (que ainda ajudou na cerimónia de entrega de prémios com a Alexandra), Ana Filipa Silva (que além de mais ainda teve a responsabilidade de controlar o Solo Duro e Banhos, valente Filipa), Fernando Miranda, António Ferreira, Carlos Coelho e Jorge Pimentel nos 'briefings' e a Vanessa Jorge (conseguiu ser a primeira a chegar ao local da prova no Domingo, tirou-me esse papel ;))."
  - Chegadas: "O Alexandre Teixeira teve a ajuda da Ângela Simões, outra equipa que se pauta pelo seu papel discreto, tiveram a ajuda a ensacar os livros e publicidade da Gisela e do seu namorado..."
  - "Baby Sitting": "Sob a liderança da Justina Rodrigues, que penso querer treinar para Avô nestas ocasiões e com ajuda da Gisela Martins e seu namorado e mais uma não CPOC, Catarina (mulher do Sérgio) tiveram sempre muito que fazer e principalmente no Sábado..."
  - Estacionamento: "Trabalho sempre ingrato, esteve aqui o terceiro não sócio do CPOC a ajudar, o Nuno, irmão da Filipa, apenas no Sábado, e no Domingo esteve o Fernando Moreira, com ajuda da Paulo Moreira e da Beatriz, mas, foi um excelente trabalho, pois, não tivemos grandes confusões em nenhum local."
  - Cerimónia de entrega de prémios e 'speaker': "Liliana Oliveira, Alexandra Coelho e Luís Santos, foram quem permitiu fazer com que a cerimónia não fosse demasiado chata e corresse bem, apenas meia hora, mesmo com as homenagens e discurso do Augusto Almeida."

Conclusão
 
    Pareceu-me adequado, neste momento da orientação e do clube, fazer um balanço não rotineiro duma actividade que o pareceu ser, pelo modo como decorreu para quem estava de fora da organização: qualquer prova é inviável (e as pedestres ainda mais), sem o trabalho voluntário de um número muito elevado de pessoas!

    Por último, não posso deixar de agradecer ao Joaquim Margarido e ao seu inestimável Orientovar, fonte das impressões e reacções em que me baseei na escrita deste texto.
    
    
    Acácio Porta Nova